Os chineses no Congresso da ABPI

01/07/2019 - Os chineses no Congresso da ABPI

A delegação do China Trademark Association (CTA) – órgão de proteção da propriedade intelectual – que desembarca no Rio de Janeiro em agosto para participar do XXXIX Congresso da ABPI está com olhos bem abertos para o potencial do mercado brasileiro. Na verdade, a China já é o nosso maior parceiro comercial: em 2017 investiu US$ 20,9 bilhões no País, maior valor desde 2010. Atualmente, os investimentos chineses no Brasil ultrapassam a marca dos US$ 70 bilhões. No ano passado, a troca comercial bilateral superou os US$ 100 bilhões.

A presença dos chineses no Congresso da ABPI é parte do acordo feito em fins do ano passado quando dez membros da CTA, liderados pelo deputy secretary general, Wu Dongping, visitaram a sede da entidade, no Rio. Além da troca de experiências houve disposição de aumentar o intercâmbio entre as duas associações, com a divulgação e a participação recíproca nos seus eventos anuais. Na ocasião, os integrantes da delegação chinesa foram recebidos pelo vice-presidente da ABPI, Gabriel Leonardos, e pelos conselheiros Ricardo Boclin e Rodrigo Bonan de Aguiar.

De olho em novos mercados – Líder mundial em marcas e patentes, a China foi responsável em 2017 por 44% dos pedidos de patentes do mundo (1.381 mil pedidos), duas vezes mais do que os Estados Unidos e muito acima do Brasil, que, no mesmo período, teve pouco mais de 25 mil pedidos, de acordo com o último relatório da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI). “O acelerado crescimento do sistema chinês de patentes revela que o país está olhando cada vez mais para fora de suas fronteiras, procurando espalhar e proteger suas ideias em novos mercados”, explica o presidente da ABPI, Luiz Edgard Montaury Pimenta.

Fonte: ABPI

http://abpinews.com.br/newsletter/os-chineses-no-congresso-da-abpi/